Geografia e clima em Luxemburgo

Geografia e clima Luxemburgo

Luxemburgo, um pequeno país da Europa Ocidental

Luxemburgo, um país com três fronteiras no coração da Grande Região

Situado no centro da Europa Ocidental, o Luxemburgo é o "país das 3 fronteiras". Tem fronteiras com a Bélgica a noroeste (148 km), aAlemanha a leste (135 km) e a França a sul (73 km). Todas as cidades e aldeias estão situadas a menos de 30 km de uma fronteira.

Em conjunto, formam a Grande Região. Inclui o Grão-Ducado do Luxemburgo, as regiões do Sarre e da Renânia-Palatinado na Alemanha, a Lorena em França e a Valónia, a federação Valónia-Bruxelas e a comunidade germanófona da Bélgica. A Grande Região tem uma população de 11,8 milhões de habitantes e um PIB de mais de 400 mil milhões de euros.

Todos os dias, quase 270 000 pessoas atravessam as fronteiras para trabalhar num país vizinho. Só o Luxemburgo acolhe mais de 215 000 trabalhadores pendulares transfronteiriços.

Uma mistura harmoniosa de paisagens muito variadas no Luxemburgo

O Luxemburgo é fácil de visitar durante vários fins-de-semana. O país estende-se por apenas 82 km de norte a sul e 58 km de este a oeste. 

O país tem uma altitude moderada. O ponto mais alto, a costa de Kneiff, situa-se a 560 metros de altitude no norte do país, em Wilwerdange.

Com uma superfície de apenas 2.582 m², o Luxemburgo oferece uma paisagem variada de planícies e florestas, lagos e rios. Os vastos espaços verdes estão intactos e são exibidos em magníficos parques naturais. Os amantes da vida ao ar livre apreciarão a sua fauna e flora variadas.

Apetece-lhe a natureza? O Luxemburgo é o destino ideal

O Luxemburgo possui paisagens pitorescas ao longo dos vales dos rios Mosela e Sûre, no coração da sua região emblemática, o Müllerthal, também conhecida como a Pequena Suíça Luxemburguesa. É um paraíso para os caminhantes e ciclistas, com inúmeras ciclovias

O Luxemburgo está dividido em duas regiões principais: Oesling no norte e Guttland no centro/sul.

O Oesling ou Eisleck, a norte do Luxemburgo, no maciço das Ardenas

No norte do país, as paisagens luxemburguesas são muito verdes, com numerosas florestas e vales estreitos e profundos, lagos e rios. A região é essencialmente rural e agrícola. 

A região possui alguns parques naturais magníficos, incluindo o Parc de la Haute-Sûre e o Parc Naturel de l'Our. O lago Haute-Sûre, situado na região, é a maior massa de água do Luxemburgo. Fornece igualmente 70% da água potável do país. O Parc Naturel de l'Our também merece uma visita.

As cidades mais importantes do norte do país são : Diekirch, Vianden, Clervaux, Trois-Vierges, Wiltz, Ettelbrück e Redange-sur-Attert.

O planalto das Ardenas, com a bacia do Wiltz, tem muitas florestas e paisagens contrastantes.

O clima é bastante rigoroso nesta parte do maciço das Ardenas. O planalto de Trois-Vierges, a norte do Luxemburgo, é a região mais fria e mais chuvosa do país. Aqui há muitas terras aráveis.

O Guttland ou "país bom", o centro do Luxemburgo

A maior parte da população do Luxemburgo vive no centro. Esta é a região em torno da capital, Luxemburgo.

O Guttland estende-se pelo centro e oeste do país e representa 68% do território luxemburguês. Para além das aldeias, existem quintas restauradas, castelos rodeados de prados, campos e florestas que formam uma cintura verde à volta da cidade do Luxemburgo.

Pode visitar o Vale dos Sete Castelos, bem como sítios galo-romanos em Dalheim e no Vale do Mosela.

O planalto de arenito do Luxemburgo

Esta região é a mais importante do Guttland. Nela se encontram algumas das mais belas florestas do Luxemburgo. Existem também amplos vales, principalmente dedicados à agricultura.

O Müllerthal ou a Pequena Suíça Luxemburguesa

A região de Müllerthal é muito popular entre os entusiastas do trekking. Aqui, é possível fazer magníficos passeios a pé, no meio de uma paisagem muito pitoresca de rocha erodida. Os vales são estreitos e íngremes, pontilhados de árvores de raízes profundas. A cidade principal é Echternach.

O Mosela luxemburguês

A região do Mosela, no sudeste do país, oferece paisagens muito bonitas. As estradas serpenteiam entre o vale do Mosela e as vinhas do Luxemburgo. Também é possível fazer pequenos cruzeiros no Mosela, que forma a fronteira entre o Luxemburgo e a Alemanha. As principais cidades são Grevenmacher, na fronteira alemã, e Remich, no sul. O vale do Mosela é uma região produtora de vinho e de crémant.

As Terres Rouges no sul do Luxemburgo

No sudoeste do Luxemburgo, encontram-se as Terres Rouges, cujo nome deriva da presença de minério de ferro. Este passado de exploração do ferro assegurou a riqueza do Luxemburgo desde a segunda metade do século XIX até cerca de 1980. Estes locais devem ser visitados como testemunhos da história mineira do país. As principais cidades do sul são Esch-sur-Alzette com o centro de Belval, Differdange e Dudelange.

Hoje em dia, esta parte do país está a voltar-se para a alta tecnologia, ao mesmo tempo que converte zonas industriais em paisagens urbanas modernas. Numerosas empresas instalaram-se aqui, assim como a universidade e a maior sala de espectáculos do país.

Gostaria de visitar o Luxemburgo? Contamos-lhe mais aqui.

A rede fluvial do Luxemburgo

O Luxemburgo é drenado por numerosos rios. As regiões tendem a ser húmidas. Os 4 rios mais importantes são o Mosela, o Sûre, o Our e o Alzette.

Todos os rios do Luxemburgo fazem parte da bacia do Reno, através do Mosela, um dos seus principais afluentes. O Mosela marca a fronteira com a Alemanha e desagua no Reno em Koblenz.

O vale de Pétrusse, no Luxemburgo, está atualmente a ser requalificado. O rio desagua no Alzette, criando um belo passeio para os residentes.

O clima semi-continental do Luxemburgo

O clima do Luxemburgo é semi-continental, com influências oceânicas. O clima oscila entre variações sazonais mais ou menos acentuadas, com precipitações ao longo de todo o ano.

Invernos mistos em anos diferentes no Luxemburgo

Os Invernos podem ser rigorosos no Luxemburgo, ou amenos e chuvosos. As temperaturas médias variam entre 0° e 5°C. As quedas de neve podem ser frequentes, sobretudo no norte do país. As temperaturas negativas são frequentes, sobretudo à noite, e o termómetro pode descer até aos 10°C negativos. Dependendo do ano, a neve pode ser muito profunda, até dez centímetros, assim como o gelo negro nas estradas. Informe-se sobre os regulamentos de inverno.

Cores e fragrâncias da primavera

O início da primavera traz ao Luxemburgo um fenómeno há muito esperado: a passagem dos grous cinzentos, que regressam ao norte à medida que as temperaturas sobem gradualmente. O "granizo de março" alterna entre períodos de sol e aguaceiros curtos mas fortes. É a altura em que as flores bulbosas emergem da terra para dar cor às aldeias e aos jardins: açafrões, narcisos, tulipas, etc. Imagens coloridas para encantar os olhos! É altura do Springbreak ou da Feira da primavera e de renovar o guarda-roupa com o Fréijoershopping.

Verões geralmente quentes no Luxemburgo

As temperaturas no verão situam-se, em média, entre os 16° e os 20°C. As temperaturas máximas podem atingir os 30°C no verão, com um belo céu azul, especialmente em julho e agosto. Os meses mais quentes são junho, julho e agosto.

verão indiano e cores outonais antes do cinzento e do frio

setembro e outubro podem ser sinónimos de um verão indiano antes do início da estação do outono. As árvores estão enfeitadas de vermelhos, amarelos e laranjas, à medida que nos aproximamos de um novembro mais cinzento, mais chuvoso e mais frio. Mal podemos esperar pelos mercados do Advento, que trazem calor, luz e convívio.

As estações também podem ser chuvosas, com céu bastante cinzento. O norte e o sul do país registam diferenças de temperatura de 2 graus, em média.

Quer saber mais sobre a história do Luxemburgo? Visite esta página.

Os nossos eventos Geral


Os nossos últimos artigos Geral


O que devo saber antes de me mudar para o Luxemburgo?

Está a pensar mudar-se para o Luxemburgo como expatriado? Encontre aqui todos os nossos conselhos para o ajudar a tomar a decisão certa...

Luxemburgo, opinião dos expatriados

Numa altura em que algumas pessoas se interrogam sobre se devem ou não mudar-se para o Luxemburgo, o Expat Insider volta a analisar a...

Férias escolares no Luxemburgo

Quer se trate de um novo ano civil ou de um novo ano escolar, é altura de regressar ao trabalho e aos bons hábitos depois de...

Eles confiam em nós

AXA Assurances Luxemburgo
Raiffeisen Luxemburgo
Menino rei