Mantenha-se informado sobre o Coronavírus no Luxemburgo

Após uma crise sanitária mundial sem precedentes ligada à epidemia de coronavírus Covid19 em Fevereiro de 2020, o Luxemburgo entrou em desconfinamento no início de Maio.

Mas desde então, como todos os outros países, o Luxemburgo tem mantido os seus gestos de barreira a fim de travar uma nova onda. É da responsabilidade de todos respeitar estes gestos de barreira.

Medidas de protecção e barreiras contra a propagação do vírus Covid19

O governo recomenda vivamente as seguintes acções de barreira para proteger contra qualquer infecção respiratória que possa ser induzida pelo coronavírus.

  • Lavagem regular das mãos com sabão
  • Utilização de lenços descartáveis para tossir ou assoar o nariz. Estes tecidos devem ser eliminados num caixote do lixo com uma tampa.
  • Evitar o contacto próximo (distância social mínima de 2 metros) e evitar apertos de mão ou beijos.
  • Evite tocar no seu rosto com as suas mãos
  • Usar a máscara recomendada para os passeios. Pouco a pouco, as farmácias voltam a ser fornecidas com máscaras. Algumas iniciativas privadas estão actualmente a ser levadas a cabo para fazer máscaras artesanais que são depois distribuídas àqueles que mais precisam delas: pessoal de supermercados, lares de idosos, …
  • Limitação do número máximo de pessoas convidadas por agregado familiar.

Foi criado pelo site do governo luxemburguês governmentent coronavirus.gouvernement.lu/ no qual pode encontrar todas as informações necessárias, bem como respostas a todas as suas perguntas.

Desconfinamento gradual desde Maio de 2020

Uma desconfinação gradual está a ser implementada a partir de 20 de Abril. Esta desconfinação tem lugar em várias fases. As fases seguintes serão estudadas de acordo com a evolução da situação em tempo real.

Abertura ao público nas salas de cinema a partir de 17 de Junho

Os cinemas e centros culturais são também autorizados a receber o público novamente a partir de 29 de Maio, mas com máscaras e reserva prévia. Em termos concretos, os cinemas luxemburgueses chegaram a um acordo para reabrir conjuntamente na quarta-feira, 17 de Junho de 2020, a fim de organizarem acordos para a segurança dos seus clientes até essa data.

Actualmente em alternância, as escolas poderiam acolher novamente todas as crianças durante as últimas 2 semanas de escola, num dia mais leve, das 8h às 13h.

Abertura das fronteiras intra-europeias a partir de 15 de Junho

Os países europeus estão a abrir gradualmente as suas fronteiras sem restrições. Este tem sido o caso da França, Alemanha, Bélgica e Grécia desde 15 de Junho. Outros países estão a abrir gradualmente as suas fronteiras, mas com restrições. Espera-se que a Espanha abra as suas fronteiras a partir de 21 de Junho.

Reabertura de cafés e restaurantes a partir de 29 de Maio

Restaurantes e caféssão autorizados a reabrir ao público no dia 27 de Maio se tiverem um terraço, no dia 29 de Maio para outros. Terão de respeitar medidas sanitárias muito rigorosas com uma distância de 1,5 m das mesas ou da presença de protecção Plexiglas, e devem usar uma máscara quando circulam na sala e quando recebem ordens. Aos clientes será permitido um máximo de 4 pessoas à mesa, a menos que sejam uma família.

As cerimónias religiosas ou civis poderão acolher novamente os seus seguidores, desde que, uma vez mais, sejam respeitadas as medidas de saúde e segurança.

As salas de fitness também serão capazes de acomodar o público novamente. As piscinas, as áreas de bem-estar e os parques infantis permanecerão fechados até nova ordem.

O Aeroporto Findel reabrirá as suas portas a partir do final de Maio. A Luxair anunciou o recomeço dos seus voos para 29 de Maio. Esta reabertura será feita com todas as medidas de segurança habituais, incluindo a desinfecção dos carrinhos de bagagem, o transporte em autocarro para aeronaves reduzidas e vidros de protecção entre os passageiros e o pessoal.

Teste de toda a população com Covid19

Como parte da desconfinação, toda a população será testada a partir de 1 de Junho para avaliar a imunidade ao Covid-19. Estudantes e professores serão os primeiros a beneficiar desta medida.

17 centros de rastreio em todo o país foram criados desde 1 de Junho. Tornarão possível testar até 20.000 pessoas por dia. Propostas de rastreio estão gradualmente a ser enviadas à população, numa base voluntária. Os resultados dos testes são enviados no prazo de 48 horas após o esfregaço oral.

A desconfinamento continua a partir de 25 de Maio, novas medidas

A 25 de Maio, a desconfiguração dá uma nova volta com o reinício das escolas primárias, infantários e a reabertura das casas médicas.

As nossas crianças voltaram à escola em 2 grupos alternados A e B com medidas de protecção rigorosas : obrigação de usar um lenço “buff” distribuído pelo governo, separação de grupos em paragens de autocarro com transporte específico, marcação no solo para não se cruzarem em edifícios escolares, escola das 8h às 13h, mesas separadas, …

As creches estão agora novamente a acolher crianças, mas com um número limitado de crianças.

Os serviços das casas médicas estão novamente acessíveis aos pacientes nos horários habituais de permanência.Os pacientes devem vir sozinhos se não necessitarem de acompanhamento específico, devem usar uma máscara e devem respeitar o horário VR pré-estabelecido via santé.lu/mm ou no número 20 333 111.

Finalmente, as linhas de autocarros estão também a reforçar a sua oferta para regressarem gradualmente ao seu ritmo habitual. Encontre aqui a informação linha a linha.

Protecção obrigatória da boca e distanciamento social de 2 metros

Esta desconfinação gradual é acompanhada de medidas de protecção para limitar os riscos de contaminação. Nomeadamente, todos devem obrigatoriamente receber protecção bucalassim que as medidas de desconfinamento social não possam ser asseguradas e isto, desde 20 de Abril.
As máscaras são distribuídas pelas comunas e pelo Estado, a uma taxa de 5 máscaras cirúrgicas descartáveis por pessoa, em primeira instância. A partir de 11 de Maio, 50 máscaras adicionais serão distribuídas pelo Exército à população com mais de 16 anos de idade e aos residentes fronteiriços.

Em todos os casos, para além da protecção oral, devem ser observadas medidas de distanciamento social de 2 metros sempre que possível, por exemplo, em lojas e transportes.

Encerramento das fronteiras

Até à data, as fronteiras com a Bélgica ou a França permanecem fechadas até nova ordem por causa destes países. A Alemanha está a reabrir gradualmente as suas fronteiras e a levantar controlos sistemáticos. Apenas uma razão convincente, como actividade comercial, emergência médica ou assistência a uma pessoa vulnerável, permite a passagem para os países vizinhos.

Medidas de desconfinamento a partir de 11 de Maio

A partir de 11 de Maio de 2020 e do regresso ao ensino secundário, as empresas são autorizadas a reabrir as suas portas. Este é, entre outros, o caso dos cabeleireiros e dos salões de beleza.

Além disso, enquanto 32 desportos listados são novamente permitidos, entre outros desportos ao ar livre tais como ténis, golfe,… os desportos de interior continuam a ser proibidos, assim como a utilização de balneários e chuveiros.

É novamente autorizado a ter visitantes em sua casa. No entanto, estas visitas estão limitadas a um máximo de 6 pessoas externas e a um total de 12 pessoas em casa. Também aqui, todos são obrigados a respeitar as medidas de distanciamento social e protecção individual.

Alguns museus estão gradualmente a reabrir as suas portas.

Enquanto muitas empresas ainda favorecem o teletrabalho, outras pedem feedback aos seus empregados, respeitando as barreiras.

Confinamentos a partir de 4 de Maio

Enquanto muitas empresas ainda favorecem o teletrabalho, outras pedem feedback aos seus empregados, respeitando as barreiras.

O recomeço das escolas terá lugar em várias fases. Numa primeira fase, os estudantes do ensino superiore do último ano do ensino secundário (último ano do ensino secundário) retomarão no dia 4 de Maio. Por conseguinte, os exames serão normalmente realizados a partir de 25 de Maio do programa até 13 de Março inclusive. Numa segunda fase, os outros alunos do ensino secundárioretomarão as aulas a partir de segunda-feira, 11 de Maio. As aulas serão ministradas a estudantes em 2 grupos, alternando de duas em duas semanas. Traduzido com a versão gratuita do tradutor – www.DeepL.com/Translator

Os alunos do ensino básico, creches e maison relais retomarão as aulas a partir de segunda-feira, 25 de Maio.

As actividades extra-curriculares não serão retomadas até ao Verão, excepto para as aulas individuais de conservatório a partir de 11 de Maio.

Osconsultórios médicose dentários retomarão as suas actividades a partir de 4 de Maio com certas precauções e apenas por marcação.Os pacientes terão de marcar uma consulta por telefone com antecedência. Os doentes devem marcar previamente uma consulta telefónica. Apenas a pessoa doente deve estar presente, excepto no caso de crianças ou pessoas dependentes. O uso de uma máscara é obrigatório, bem como a desinfecção das mãos. Traduzido com a versão gratuita do tradutor – www.DeepL.com/Translator

Algumas pequenas empresas também deveriam poder reabrir a partir de 4 de Maio.

Desconfinamento gradual a partir de 20 de Abril

A partir de 20 de Abril, os estaleiros de construção deverão retomar, os centros de reciclagem reabrirão e aslojas de bricolage reabrirão. Esta primeira fase terá a duração de 3 semanas e será realizada em conformidade com as medidas de protecção e o respeito pelos gestos de barreira.

Medidas de contenção e protecção pública desde 16 de Março

No âmbito da contenção da população, que diz respeito a cerca de 620.000 residentes e residentes fronteiriços, desde 16 de Março, apenas as actividades necessárias foram mantidas. A população é instada a permanecer nas suas casas e a limitar ao mínimo os contactos sociais.
Apenas uma pessoa de cada vez é autorizada a sair para :

  • compra de alimentos ou produtos de primeira necessidade, bem como produtos agrícolas, vitivinícolas, hortícolas e florestais,
  • ir às estruturas de saúde (médico, farmacêutico, …)
  • viajar para o local de trabalho para realizar a sua actividade profissional, se o teletrabalho não for possível
  • assistir os idosos, menores, dependentes ou vulneráveis
  • em caso de emergência à banca, seguros, segurança social, serviços postais
  • em caso de força maior.

As actividades de lazer devem ser limitadas e toleradas numa base individual ou limitadas a pessoas que vivem sob o mesmo tecto, desde que seja respeitada uma distância social de 2 metros.

Apesar de uma retomada gradual da actividade, todas as manifestações e reuniões são proibidas até 31 de Julho inclusive.O feriado nacional de 23 de Junho não será, portanto, celebrado este ano e o Schueberfouer também não terá lugar em 2020.

Encerramento das escolas até 4 de Maio

O encerramento de todas as escolas foi decididoa partir de 16 de Março e até novo aviso até 4 de Maio de 2020.As crianças não retomarão a escola a 20 de Abril e continuarão a frequentar a escola via Internet durante 2 semanas após o fim das férias escolares da Páscoa.
Em termos concretos, 150.000 alunos e 20.000 professores estão agora a seguir a aula online, em contacto com os seus professores por correio electrónico ou através de plataformas digitais.

Foi especialmente criado para a ocasião um website dedicado schouldoheem.lu/lu, nas 5 principais línguas do país (luxemburguês, francês, alemão, inglês, português). Uma linha directa (tel. 8002 9090) está disponível para responder a perguntas de estudantes, pais e professores.

Encerramento de cafés, restaurantes e outros locais públicos não prioritários

Todos os cafés, restaurantes e outros locais abertos ao público que não sejam uma prioridade em termos de actividade devem ser fechados. Alguns continuam a entregar em casa.

Face à cessação de toda a actividade comercial, foram tomadas numerosas iniciativas para apoiar os comerciantes, incluindo o websitekaaftlokal.lu/ para apoiar a comunidade retalhista luxemburguesa. Os consumidores podem comprar no website vouchers entre 5 e 100 euros, válidos nos retalhistas registados. Os fundos recolhidos, excluindo a comissão de 10%, são imediatamente devolvidos aos comerciantes, para que estes possam pagar os seus encargos enquanto esperam pela reabertura da sua loja. No final da crise, os vouchers podem ser utilizados nesse retalhista para comprar mercadorias.

A reabertura de hotéis, cafés e restaurantes e outros negócios não prioritários será revista a partir de 11 de Maio.

Salas desportivas, infra-estruturas e outros locais desportivos, tais como campos de golfe, permanecerão fechados ao público até nova ordem e, dependendo da evolução da epidemia, após as primeiras medidas de descompartimentação da área.

Supermercados e outras lojas alimentares

Sempre abertos durante a crise, os supermercados adaptaram-se impondo um distanciamento social dos seus clientes: o fluxo de clientes é regulado assim que entram na loja e é necessária uma distância de 2 metros quando se espera nas caixas. Os caixas estão agora protegidos com o equipamento apropriado: luvas, máscara e vidro para permitir a protecção dos clientes.

Além disso, muitos supermercados desinfectam os carrinhos entre cada cliente e põem gel e luvas à disposição dos seus clientes.

A partir de 20 de Abril, cada cliente deve estar equipado com uma máscara bucal e respeitar a distância de 2 metros.

Serviços médicos

O governo luxemburguês fez claramente da saúde pública a sua prioridade número um. Todos os serviços médicos necessários foram destacados para combater a epidemia em território luxemburguês.

Os consultórios médicos retomam as suas actividades a partir de 4 de Maio com certas regras.

Rastreio de Coronavírus em Centros de Cuidados Avançados

O Luxemburgo baseou a sua estratégia de combate ao vírus no rastreio em massa de pessoas suspeitas de estarem infectadas com o Covid-19, com uma taxa de teste 6 vezes superior à da França ou Bélgica. Estes testes são realizados em residentes, mas também em trabalhadores fronteiriços.

4 centros de cuidados avançados foram criados para rastrear o Coronavírus em pessoas com sintomas de infecção. Acessível sem receita médica, estes CSA têm 8 linhas de médicos consultores e estão abertos 7 dias por semana das 8:00 às 20:00 horas. As consultas são gratuitas.

  • Luxemburgo-Kirchberg – Luxexpo 10, Circuit de la Foire L-1347 Luxembourg-Kirchberg
  • Esch/Belval – Rockhal 5, avenue du Rock’n Roll L-4083 Esch-sur-Alzette
  • Ettelbruck – Däichhal 3, rue du Deich L-9012 Ettelbruck
  • Grevenmacher – Centre culturel place du Marché aux Bestiaux L-6731 Grevenmacher (abertura 9h -12h)

Consultas médicas

O governo criou uma plataforma de e-consultamédica como parte da pandemia de Covid 19. O site doctena.lu também se adaptou, oferecendo agora vídeo-consultas.

Estruturas Hospitalares

No Luxemburgo, como em muitas outras actividades, os serviços hospitalaresestão dependentes dos trabalhadores fronteiriços para manter a sua actividade. O governo requisitou, portanto, muitos quartos de hotel disponibilizados aos trabalhadores fronteiriços que trabalham em hospitais, a fim de melhorar as suas condições de trabalho e garantir a segurança das suas famílias. Os serviços foram portanto mantidos, e provaram a sua eficácia.

Dez pacientes do Grande Oriente de França, esmagados pela pandemia, foram assim recebidos nos hospitais luxemburgueses para tratamento.

O Luxemburgo tem uma boa estrutura hospitalar para doentes do Covid-19 que necessitam de hospitalização. A construção de um hospital de campanha, uma estrutura hospitalar temporária, na CHL oferece uma capacidade adicional de 200 camas extra e 100 ventiladores. O CHEM também reforçou as suas estruturas instalando camas adicionais na sua cafetaria, num total de 128 camas dedicadas a doentes Covid-19.

A CHL fechou a sua unidade de reanimação Covid19 em 18 de Maio de 2020.

Pesquisa e controlo do Coronavírus

O Ministério da Economia libertou recentemente 30 milhões de euros para apoiar projectos de investigação contra o coronavírus e iniciativas para produzir produtos tais como máscaras, gel hidroalcoólico, batas, etc., para combater o vírus.

Medidas económicas para ajudar as empresas no âmbito do Covid-19

O governo luxemburguês libertou fundos para ajudar as empresas afectadas pela crise do coronavírus.

  • Ajuda para os trabalhadores independentes por iniciativa do Ministro das Classes Médias, os trabalhadores independentes que enfrentam dificuldades financeiras devido à crise da Covid-19 podem requerer um subsídio de emergência de 2.500 euros, desde que o seu rendimento profissional seja inferior a duas vezes e meia o salário social mínimo.
  • Apoio às pequenas empresas As pequenas empresas (máximo 9 empregados) cuja actividade tenha sido interrompida no contexto da luta contra o coronavírus (regulamento grão-ducal de 18 de Março de 2020) podem solicitar um subsídio de 5.000 euros, desde que o seu volume de negócios anual seja superior a 15.000 euros.
  • Ajuda aos meiosde comunicação social: os meios de comunicação social puderam assim beneficiar de uma ajuda de 5.000 euros por jornalista que participou na continuidade da informação no auge da crise pandémica.
  • Outras profissões como os dentistas, por exemplo, que foram obrigados a encerrar os seus consultórios, puderam também beneficiar de ajuda.
  • Leia mais aqui

Olhando para os números do Luxemburgo até à data, com um declínio no número de pessoas infectadas diariamente, pensar-se-ia que a onda já passou. Mas é crucial que não afrouxemos os nossos esforços no dia-a-dia. E mais uma vez obrigado a todas as pessoas que contribuíram activamente para cuidar dos nossos pacientes e salvar vidas!

 

#stayhome #staysafe #staysmart #bleiftdoheem