Geografia e clima no Luxemburgo

Belas paisagens para os amantes da natureza

O Luxemburgo é um pequeno país localizado no centro da Europa Ocidental, com uma área de 2.582 m². Será fácil de visitar durante vários fins de semana, pois se estende por 82 km de norte a sul e 58 km de leste a oeste.
Entre planícies e florestas, parques naturais, lagos e rios, a O Grão-Ducado do Luxemburgo tem vastos espaços verdes intocados. Tem uma flora e fauna variada que os entusiastas do ar livre vão apreciar.

O Vale do Mosela, a Pequena Suíça do Luxemburgo ou o Vale de Sûre são todos locais onde a As paisagens pitorescas do Luxemburgo. Um paraíso para caminhantes e ciclistas, o Luxemburgo oferece uma grande variedade de paisagens numa pequena área com muitas possibilidades para caminhadas e passeios de bicicleta.

Localizado no centro da Europa, o Luxemburgo partilha fronteiras com a Bélgica a noroeste (148 km de fronteiras), a leste com aAlemanha (135 km de fronteiras) e a sul com a França (73 km de fronteiras). É por isso que às vezes é chamado o país das 3 fronteiras . Todas as cidades e aldeias estão localizadas a 30 km de uma fronteira.

O país oferece uma grande diversidade de paisagens e uma altitude moderada . O ponto mais alto, a costa de Kneiff, está situada a 560 metros no norte do país, em Wilwerdange.

Saiba mais sobre como visitar o Grand Duchy.

As diferentes regiões do Luxemburgo

O Luxemburgo está dividido em 2 regiões principais: o Oesling, no norte, e o Guttland, no centro/sul.

O Oesling ou Eisleck, no norte do Luxemburgo, no maciço de Ardennes

No norte do país, a paisagem é muito verde, com muitas florestas e vales estreitos e profundos, lagos e rios. A região é principalmente rural e agrícola.

O clima nesta parte das Ardenas é bastante agreste. Há belos parques naturais, como o Parque Haute-Sûre . O lago do Haute-Sûre situado na região representa o maior ponto de água do Luxemburgo. Também fornece 70% do país com água potável. Há também o Parque Natural do Nosso.

As cidades mais importantes do norte do país são : Diekirch, Vianden, Clervaux, Trois-Vierges, Wiltz, Ettelbrück e Redange-sur-Attert.

O planalto de Trois-Vierges, no norte de Luxemburgo, é a região mais fria e mais chuvosa do país. Há muita terra arável.

O planalto das Ardenas acima da bacia de Wiltz tem muitas florestas e paisagens contrastantes.

O centro com o Guttland ou bom país

A maior parte da população do país está concentrada no Centro, centrada em torno da cidade do Luxemburgo. A Guttland estende-se pelo centro e oeste do país, perto da capital luxemburguesa, e constitui 68% do território luxemburguês. Além das aldeias, há quintas restauradas, castelos rodeados de prados, campos e florestas que formam um cinturão verde à volta da cidade do Luxemburgo.

Você pode visitar o Vale dos Sete Castelos, assim como os sítios Galo-Romanos em Dalheim e o Vale do Mosela.

O planalto de arenito do Luxemburgo

Esta região é a mais importante de Guttland. É o lar das mais belas florestas do Luxemburgo. Existem também grandes vales que são dedicados principalmente à agricultura.

O Müllerthal ou a Pequena Suíça do Luxemburgo

O Mullerthal é uma área popular para trekking em uma paisagem muito pitoresca de rochas erodidas. Os vales são estreitos e profundos, com árvores enraizadas. A cidade principal é Echternach.

O Mosela luxemburguês

A região do Mosela, no sudeste do país, tem uma bela paisagem. As estradas serpenteiam entre o Vale do Mosela e os vinhedos luxemburgueses. Também pode fazer cruzeiros curtos no Mosela, a fronteira entre o Luxemburgo e a Alemanha. As principais cidades são Grevenmacher, na fronteira alemã, e Remich, na parte sul. O Vale do Mosela é uma região de produção de vinho e crémant.

As Terras Vermelhas

No sudoeste do país estão as Terras Vermelhas, cujo nome deriva da presença de minério de ferro. Este passado de ferro e aço garantiu a riqueza do Luxemburgo desde a segunda metade do século XIX até cerca de 1980. Estes sítios devem ser visitados como testemunhas da história mineira do país. As principais cidades do sul são Esch-sur-Alzette com o centro de Belval, Differdange e Dudelange.

Actualmente, esta parte do país está a reconverter-se para a alta tecnologia, assegurando ao mesmo tempo a conversão de zonas industriais em paisagens urbanas modernas. Aqui estão localizadas inúmeras empresas, bem como o cluster universitário e a maior sala de concertos do país.

A rede fluvial

O Luxemburgo é drenado por numerosos rios, incluindo quatro grandes rios: o Mosela, o Sûre, o Our e o Alzette. Todos os rios do Luxemburgo fazem parte da bacia do Reno, através do Mosela, um dos seus principais afluentes.

A Pétrusse, que está presente no Luxemburgo e está actualmente a ser reestruturada, desagua na Alzette.

O clima no Luxemburgo

O clima do Luxemburgo é semi-continental, com influências oceânicas. O clima oscila entre variações sazonais mais ou menos acentuadas, com precipitações ao longo do ano. Os Invernos podem ser rigorosos ou suaves e chuvosos. As temperaturas médias variam entre 0° e 5°C. A queda de neve pode ser frequente, especialmente no norte do país. Muitas vezes está congelando, especialmente à noite, e o termômetro pode cair até 10°C negativos.

No verão, as temperaturas médias estão entre 16° e 20°C. Pode chegar a 30°C no verão com um belo céu azul, especialmente em julho e agosto. Os meses mais quentes são junho, julho e agosto. Setembro e Outubro podem ser um verão indiano.

As estações também podem ser chuvosas, com céus bastante cinzentos. Norte e sul podem ter uma diferença de temperatura de 2 graus.

Para saber mais sobre a história do Luxemburgo, clique aqui.